Detalhes da Notícia

Conheça a Tink, a nova biblioteca criptográfica da Google

Conheça a Tink, a nova biblioteca criptográfica da Google

Data: 08/09/2018

Se você questionou a confiabilidade do serviço, fique tranquilo, pois a Google também pensou nisso. Para conquistar os usuários, a própria empresa declarou que usa a plataforma em serviços diversos: a Tink está sendo aplicada para garantir segurança aos dados de grandes aplicativos, como Google Pay, Google Assistant e outros.

Além disso, a Tink possibilita que as operações criptográficas — como a encriptação de dados e assinaturas digitais — sejam feitas de formas mais simples, com poucas linhas de código. Isso ajuda a diminuir as chances de acontecer algum erro e, para deixar tudo ainda mais protegido, as interfaces possuem garantias de segurança, o que faz com que alguns modos de encriptação sejam excluídos.

A Tink é uma ferramenta open source e está hospedada no GitHub justamente para que se torne um projeto da comunidade. Caso você tenha se interessado, basta clicar aqui para dar uma olhada nos documentos do projeto.

Compartilhe essa notícia:

Mais Notícias

Apps para iOS e Android vêm monitorando usuários mesmo após desinstalação

Apps para iOS e Android vêm monitorando usuários mesmo após desinstalação

Quem nunca ficou de saco cheio daqueles apps invasivos que gostam de ficar enviando notificações a toda hora ou se mesclam ao sistema de maneira inadequada? Aí é só ...
Hackers vendem logins da Polícia Rodoviária para você apagar suas multas

Hackers vendem logins da Polícia Rodoviária para você apagar suas multas

O acesso é completo e irrestrito. Cibercriminosos oferecem logins para o sistema da Polícia Rodoviária Federal (PRF) por R$ 200 pagos via Bitcoin. Com o sistema completamente...
Crianças encontram hack e driblam restrições de tempo de uso do iOS 12

Crianças encontram hack e driblam restrições de tempo de uso do iOS 12

Ao anunciar o iOS 12, a Apple apresentou uma série de recursos “copiados do Android Pie”, como os recursos do “bem-estar digital”, que basicamente po...